21.12.2007

:: Parabéns pro Menino ::

No meio de todo esse consumismo imbecil que grassa nessa época do ano, são sempre as coisas mais simples que acabam tocando a gente. Noite de quinta-feira, aquele corre-corre no comércio da cidade, e eu e a companheira, mais um casal de amigos, totalmente alheios ao zum-zum, tomávamos uma cervejinha num barzinho pra lá de simpático. Eis que chega um conhecido nosso, famoso por *intervenções* e protestos como ficar zurrando com um megafone e uma cabeça de burro de papel machê em frente à prefeitura (apesar disso, é gente boa).

Cumprimenta todo mundo e abre uma sacolinha de plástico. Presenteia a todos com um pequeno pacotinho, de papel jornal. Dentro, sementes de girassol. E segue só a mensagem: *Parabéns pro Menino!*. Pois é: o aniversariante ainda é lembrado, e ainda plantam-se sementes por aí. Então, parabéns, Jesus! E Feliz Natal pra todxs!

[E o Pedro Doria conta quem foi realmente Jesus, numa bela reportagem]
Por Paulo Bicarato, às 12:45 de 21.12.2007 - 2 comentários
Categoria: Etilíricas

:: Teste ::

Por Paulo Bicarato, às 12:12 de 21.12.2007 - Comentem!
Categoria: Linux Vida Open Source

20.12.2007

:: Loucos e Santos ::

Oscar Wilde: abre aspas:
Escolho meus amigos não pela pele ou outro arquétipo qualquer, mas pela pupila.
Tem que ter brilho questionador e tonalidade inquietante.
A mim não interessam os bons de espírito nem os maus de hábitos.
Fico com aqueles que fazem de mim louco e santo.

Deles não quero resposta, quero meu avesso.
Que me tragam dúvidas e angústias e agüentem o que há de pior em mim.
Para isso, só sendo louco.

Quero os santos, para que não duvidem das diferenças e peçam perdão pelas injustiças.

Escolho meus amigos pela alma lavada e pela cara exposta.
Não quero só o ombro e o colo, quero também sua maior alegria.
Amigo que não ri junto, não sabe sofrer junto.

Meus amigos são todos assim: metade bobeira, metade seriedade.
Não quero risos previsíveis, nem choros piedosos.
Quero amigos sérios, daqueles que fazem da realidade sua fonte de aprendizagem, mas lutam para que a fantasia não desapareça.
Não quero amigos adultos nem chatos.
Quero-os metade infância e outra metade velhice!

Crianças, para que não esqueçam o valor do vento no rosto;
e velhos, para que nunca tenham pressa.

Tenho amigos para saber quem eu sou.

Pois os vendo loucos e santos, bobos e sérios, crianças e velhos,
nunca me esquecerei de que "normalidade" é uma ilusão imbecil e estéril.
[Mensagem da Lelê]
Por Paulo Bicarato, às 12:08 de 20.12.2007 - 1 já comentou aqui
Categoria: Blogosfera

19.12.2007

:: Êh, Mundão! ::

Passeando pela BBC, em uma só página encontro sete chamadas sobre descobertas de novas espécies, de animais ou plantas, por esse mundão. Pra quem acha acredita que esse tal de homo sapiens manda em tudo, sabe de tudo, é dono de tudo, acho melhor se resignar e assumir nossa insignificância diante de tanta diversidade. Mas que é bonito, isso é (sei lá, acho que tô influenciado pela notícia do post anterior, e com percepções meio divergentes -- isso passa...).

news01news02news03news04news05news06


>> Expedição descobre novas espécies.
>> WWF descobre novas espécies no Vietnã.
>> Cientistas descobrem novas espécies na Amazônia.
>> Expedição encontra seis novas espécies de animais na África.
>> Cientistas encontram novas orquídeas em Papua Nova Guiné.
>> Cientistas descobrem mais de 50 novas espécies marinhas.
>> Expedição descobre rato gigante na Indonésia.
Por Paulo Bicarato, às 12:31 de 19.12.2007 - Comentem!
Categoria: On the Road

:: Davi ::

Segue um post conjunto com o camarada Adauto. Ele postou primeiro (toda a primeira parte do texto é dele), pediu minha opinião, liberou pra eu completar com o que eu quisesse. Valeu, Davi!
Basta estar vivo…

Não tem como suavizar a notícia.

Faleceu nesta madrugada de 19/12/2007, de infarto fulminante, o engenheiro Davi Monteiro Lino.

Vice-Prefeito do Município de Jacareí, interior de São Paulo, Secretário de Infra-Estrutura Municipal, um dos principais articuladores políticos da Administração e o mais provável candidato à sucessão nas eleições municipais de 2008.

De caráter fortíssimo, decidido, determinado, temido e respeitado tanto pelos amigos quanto por seus oponentes, era uma pessoa que se destacava em qualquer ambiente.

De uma racionalidade ímpar, tinha baixíssima tolerância para trabalhos mal feitos ou, sob seu ponto de vista, ineficazes, momentos nos quais, com voz trovejante, colocava em alto e bom tom o teor de seu desagrado.

Confesso que, justamente por essas características, e taurino como sou, tive também meus entreveros com ele. Dos brabos. Apesar disso, sua linha de trabalho, às vezes quase ditatorial, sempre se contrapôs àquela sua outra personalidade -- mais condizente com este que vos escreve -- a de botequeiro.

Sempre apreciador de uma boa discussão, com uma notável memória para os fatos históricos e políticos tanto do município quanto do país, seria possível ficar horas a fio ouvindo-o discorrer sobre os inúmeros causos que conhecia, de que participou ou mesmo protagonizou.

De um recente curso que fizemos juntos, minha maior surpresa foi descobrir que na “classificação técnica” que lhe foi atribuída ele foi qualificado como “introvertido”. Um caboclo daquele tamanho, daquela envergadura, daquela postura, introvertido? Difícil de acreditar…

Enfim, ainda que sob risco de parecer rude, convém dizer que não é sua morte que vai torná-lo santo. Tinha seus defeitos, é lógico. Mas também tinha suas virtudes -- que não eram poucas. Sejamos justos com quem sempre procurou ser justo.

Ainda estou meio que aparvalhado com tudo isso. Para se ter uma idéia de sua presença na administração do Município, fica difícil prever os rumos que as coisas irão tomar doravante. Apesar de tudo, de nossos embates, de nossas reuniões, de nossas poucas discussões à mesa do bar, confesso que ele vai fazer falta. À Administração. Aos amigos. Aos copoanheiros. Ao próprio Município.

Requiem aeternam dona eis, Domine.

(P.S.: agora é o Bicarato, aproveitando o espaço do *Legal*: corroboro todas as palavras acima, e gostaria apenas de complementar que a cidade, e os amigos, perdem uma personalidade que deixa, sim, um vazio enorme. Cada pessoa que se vai deixa esse vazio, mas no caso do Davi, queria ressaltar a inteligência ímpar, o que não é pouco nas circunstâncias em que vivemos. Com todos os defeitos, e a aparente arrogância que caracteriza quem não suporta ver as coisas mal feitas, como o Adauto já disse acima, mas que na verdade é apenas uma autocobrança, o *Gordinho* deixa, agora, esta cidade um pouco mais burra, pra falar o português claro. Que se anote: quando ele queria ser chato, sabia sê-lo como poucos. Mas ser cobrado por um cara desses sempre foi um desafio.)
Por Paulo Bicarato, às 09:05 de 19.12.2007 - Comentem!
Categoria: Primeira Edição

17.12.2007

:: Weblog, 10 ::

E, segundo a BBC, a palabra *weblog* faz hoje 10 aninhos. Sei não, mas acho que é mais velhinha do que isso...

Segundo clichê: leio agora que o Ivan Lessa já havia contado a história do Jorn Barger e seu *Robot Wisdom* há alguns meses.
Por Paulo Bicarato, às 15:22 de 17.12.2007 - Comentem!
Categoria: Blogosfera

:: WTFPL ::

Hah! Tá aqui a verdadeira licença livre: *Do What The Fuck You Want To Public License*.
Por Paulo Bicarato, às 15:14 de 17.12.2007 - Comentem!
Categoria: Linux Vida Open Source

:: Campus Party ::

Campus PartyHmmm... duas pessoas, que não têm nada a ver entre si, cobram minha participação na Campus Party. Será que isso é algum sinal? =^)
Por Paulo Bicarato, às 14:55 de 17.12.2007 - 2 comentários
Categoria: Linux Vida Open Source

:: Sobre Rios & Homens ::

Frei dom Luiz Cappio pode parecer um Quixote, há quem faça troça da causa que ele abraçou. Mas o brôu Marcelo fez uma linda homenagem, em solidariedade ao frei -- este alfarrabista confessa que ficou com os olhos cheios d'água. Valeu, Brôu!

[Mais aqui]
Por Paulo Bicarato, às 11:43 de 17.12.2007 - Comentem!
Categoria: Pensatas

14.12.2007

:: *Evite a Morte* ::

Que tal um aviso na embalagem de um decalque a ferro para camisetas, advertindo o usuário a não passá-lo com o ferro quente enquanto estiver vestindo a camiseta? Ou um singelo aviso colocado em um trator para que o usuário *evite a morte*? Ou ainda um carrinho para bebês que traz uma advertência para que não se coloque a criança na bolsa situada na parte de trás do carrinho? Mais: *remover a criança antes de dobrar*, em um carrinho para bebês, *perigoso se ingerido*, para um anzol, e *não use para higiene pessoal*, em uma escova para vasos sanitários.

[Pô, competir com o Ryff não dá mesmo. 'Tava eu cozinhando esse post quando o GoogleReader me avisa que ele postou antes. Paciência.]

Voltando: deu na BBC que a organização Michigan Lawsuit Abuse Watch (M-LAW) divulgou o resultado da 11ª edição do prêmio *Selo de Advertência mais Estranha*: ONG dos EUA premia selos de advertência 'óbvios e inúteis'.

Tudo isso pode parecer uma brincadeira, mas o objetivo é mostrar como os próprios estadunidenses se vêem como paranóicos. A M-Law se dedica a combater a cultura dos processos legais por motivos fúteis no país. É aquela coisa de processar tudo e todos e Deus e o mundo, com processos judiciais e indenizações idiotas que pipocam por qualquer motivo -- coisa de advogados que vêem brechas pra ações ridículas, chantagens e sabe-se lá mais o quê. Bom, pensando bem, eles se merecem, né não?
Por Paulo Bicarato, às 15:29 de 14.12.2007 - 1 já comentou aqui
Categoria: PretoNoBranco

:: Radar Cultura ::

Segunda-feira, 17 de dezembro, pode ser um marco pra mídia tupiniquim. É quando entra no ar a Radar Cultura:
O RadarCultura é o seu ambiente colaborativo da Fundação Padre Anchieta na internet, que estréia nesta segunda-feira, dia 17, às 20h.

Vamos começar pela Rádio Cultura AM, que será dedicada exclusivamente à cultura brasileira. Você vai participar sugerindo músicas, dicas, debates, bate-papos, mandando podcasts e muito mais.

Participe pela internet ou ouça nos 1200Khz da Rádio Cultura AM.

O seu espaço no ar
O RadarCultura é um espaço aberto e gratuito na internet para as pessoas produzirem colaborativamente o conteúdo de uma emissora de rádio.
O primeiro passo é se registrar. A partir daí, o usuário se torna co-editor do veículo, acessando a informação publicada sem filtros.
Se a idéia é mais do que bacana, fica ainda mais interessante ao saber que o camarada
André Avorio
e o Juliano Spyer estão à frente da parada [mais lá na Reuters].

Enquanto o guru FF comenta que [...] é longo o processo de trazer a colaboração pra dentro da mídia tupiniquim. Longo, desgastante e frustrante. Eu desisti antes de começar. Quero registrar meu desejo de boa sorte para eles (e todxs que vão colaborar com o projeto) [...], com o que concordo plenamente, e reforço meus votos de boa sorte pra todxs os envolvidxs, lá na lista Jornalistas da Web o pessoal mostra exatamente o que o FF disse.

Apesar do nome da lista, o corporativismo rola solto. Ao se falar em *conteúdo colaborativo* e *interatividade*, já vêm as primeiras pedradas. O povo teme que os profissionais da rádio e da TV sejam dispensados a partir do momento em que o ouvinte/telespectador comum passe a produzir o conteúdo do veículo -- chega-se a falar em *mão-de-obra grátis*, e confunde-se TV Cultura com TV Pública (alhos com bugalhos seria pouco). Mesmo com a observação do Pedro Markun, dizendo que *é preciso não confundir interatividade com colaboração. E esses dois também diferem de crowdsourcing que também difere de mão de obra gratuita... E tudo isso não tem, imho, picas a ver com a TV Pública Que por sua vez não tem nada a ver com a TV Cultura... que dirá a rádio*, volta-se à mesma tecla inicial, com a preocupação da manutenção do status quo do *jornalista profissional* (classe em que me encaixo, mas que às vezes dá uma preguiça...).

Expressão fácil nessas discussões é a famigerada *quebra de paradigmas*. O chavão fica bonito, chama a atenção, mas ninguém, ou pouquíssimos, realmente têm em mente que, se continuarmos a ver a internet e o colaborativismo e a interatividade sob a ótica dos veículos tradicionais, nunca vamos sair desse rame-rame e, pior, continuaremos a subestimar e subutilizar o potencial da rede. Avório e Juliano, vamos mostrar como é que é?
Por Paulo Bicarato, às 12:18 de 14.12.2007 - 143 comentários
Categoria: Linux Vida Open Source

13.12.2007

:: Conto de Natal ::

De uma notícia, digamos, corriqueira, o Pedro Doria sugere um belo argumento pra *um conto de Natal*: o dia em que um muçulmano salvou dois casais de judeus de uma turba cristã enfurecida. Alguém se habilita a desenvolver o roteiro?
Por Paulo Bicarato, às 14:31 de 13.12.2007 - Comentem!
Categoria: Blogosfera

:: Alternativas ::

Tive a oportunidade de participar do Fórum Social Mundial, em 2005, com o pessoal da MetaRec, entre outros coletivos. Foi qunado tive meu (primeiro) contato mais direto, e *em massa*, com conceitos como auto-organização, auto-sustentabilidade, economias alternativas, permacultura, o escambau. Além das iniciativas que a gente sabe que pipoca aqui e ali, dando uma passada pelos meus feeds, deparo-me com alguns links. Na BBC:
Loja Anticapitalista
Loja 'anticapitalismo' em Berlim completa dez anos

Há dez anos a Loja Gratuita de Berlim abriu suas portas, em nome do anticapitalismo e da ecologia, para vender tudo o que está em suas instalações.

Já na entrada, muito colorida, o freguês percebe que este é um estabelecimento especial. Uma placa avisa: "Atenção: Você está abandonando o setor capitalista."

Na Loja Gratuita de Berlim, as pessoas entram sem dinheiro, mas podem levar uma televisão, um par de sapatos, alguns livros, uma geladeira ou duas entradas para um show, sem pagar um único centavo.

A Loja Gratuita não é um local de trocas, e mantém sua posição contrária a dinheiro e consumo. [Segue]
E, outro bem mais próximo e fácil, fácil de colocar em prática, o Precicle:
Você sabe o que é preciclar? É muito simples! É pensar antes de comprar. 40% do que nós compramos é lixo.

São embalagens que, quase sempre, não nos servem para nada, que vão direto para o lixo aumentar os nossos restos imortais no planeta. Poderia ser diferente? Tudo sempre pode ser melhor. Pense no resíduo da sua compra antes de comprar. Às vezes um produto um pouco mais caro tem uma embalagem aproveitável para outros fins.

Estes são os 3 Rs: Reduzir, Reutilizar e Reciclar. [Segue]
Pois é... repensar nosso comportamento, essa cultura consumista irrefreada, nossas pequenas atitudes do dia-a-dia tornam-se cada vez mais uma questão de sobrevivência. E, claro, de termos a certeza de que *um outro mundo é possível*.
Por Paulo Bicarato, às 14:25 de 13.12.2007 - 1 já comentou aqui
Categoria: Linux Vida Open Source

:: Maddog & o Brasil ::

Quando a gente vê que estamos perdendo uma oportunidade de ouro (né, Adauto?), e o bonde continua andando a todo vapor, dá um aperto daqueles no peito... Segue um trecho da Folha Online:
Brasil é estrela, diz guru do software livre

Jon "Maddog" Hall é o diretor-executivo da Linux International, organização que promove o uso do Linux. Considerado um guru do software livre, Hall esteve no Brasil para inaugurar uma sala com seu nome na empresa de treinamento e consultoria 4Linux. Abre aspas:
O Brasil é uma das grandes estrelas do software livre. O governo e a indústria têm usado software livre para resolver seus problemas. Trabalham e contribuem uns para os outros.

Se você paga pelo software, isso significa que os royalties saem do país para outros, normalmente para os Estados Unidos. Isso é dinheiro que poderia dar emprego a pessoas, programadores, aqui no Brasil. Quando o dólar sai, não há muito que possa acontecer por aqui.

Quero ver o Brasil formar sua própria indústria de software, o que leva a uma melhor indústria de hardware, o que leva a melhores sistemas, o que leva a mais produção, o que leva a exportações... Esse é o ecossistema em que as pessoas têm de pensar. Não é apenas software.
BTW, toquemos o barco...
Por Paulo Bicarato, às 12:17 de 13.12.2007 - Comentem!
Categoria: Linux Vida Open Source

12.12.2007

:: Scroogled ::

Cory Doctorow, um dos pais do Boing Boing, vira-e-mexe se arrisca na ficção científica. Dessa vez, ele cogita como seria o mundo se o Google fosse usado pro mal. Doctorow publicou sob a licença Creative Commons, e o portuga Carlos Martins traduziu.

download download em txt

[Dica do Pedro Doria]
Por Paulo Bicarato, às 11:52 de 12.12.2007 - Comentem!
Categoria: Biblios

11.12.2007

:: Cidades Ilustradas ::

Projeto interessante. Segue a apresentação:

São PauloNeste início de século, o mundo vem transformando-se em uma grande cidade. Uma imensa cidade formada, como em um quebra-cabeças, por muitas outras cidades. Dentro desse labirinto, um novo indivíduo está nascendo, resultado deste novo ciclo de globalização do capital.

Desvendar este novo sujeito social tem sido o trabalho de alguns artistas viajantes. Cidades Ilustradas decidiu convidá-los e saber o que pensam sobre nossas capitais.

Reconhecer e ilustrar, a partir de pequenos detalhes, as pulsações e a vida nas cidades é a paixão e trabalho desses artistas e será também o objetivo desta coleção.


Mas tem mais: o projeto é aberto e aceita novas colaborações -- *Se você é um amante do desenho, deixe sua visão, sentidos e lembranças tomarem conta de seu corpo*. Dá pra enviar direto por aqui. E, por fim, o time de desenhistas é simplesmente de primeira linha -- pincei só alguns nomes, entre dezenas: Art Spiegelman, Bill Sienkiewicz, Frank Miller, Guido Crepax, Hergé, Hugo Pratt, Lourenço Mutarelli, Matt Groening, Milo Manara, Moebius, Neil Gaiman, Robert Crumb, Will Eisner...
Por Paulo Bicarato, às 12:15 de 11.12.2007 - Comentem!
Categoria: On the Road

:: Speed Racer ::

Só pelo trailler já bateu aquela saudade... Esse promete!



[Dica do Cacá]
Por Paulo Bicarato, às 11:42 de 11.12.2007 - Comentem!
Categoria: Almanaque

07.12.2007

:: Das Índias ::

Deu na BBC. Na reportagem não fica claro se os outros 347.938 deuses do panteão hindu serão convocados como testemunhas.
Hindu God
Ram e Hanuman estão entre os
deuses hindus mais populares
Juiz na Índia convoca deuses para depor

Um juiz na Índia convocou dois deuses hindus, Ram e Hanuman, para ajudar a resolver uma disputa de propriedade.

O juiz Sunil Kumar Singh, no Estado de Jharkhand, no leste do país, colocou anúncios em jornais pedindo aos deuses "que compareçam ao tribunal pessoalmente".

A convocação foi feita para a terça-feira, depois que o magistrado disse que cartas endereçadas a eles não foram respondidas. Os envelopes voltaram pois estavam com "endereço incompleto".
Por Paulo Bicarato, às 14:30 de 07.12.2007 - 2 comentários
Categoria: PretoNoBranco

03.12.2007

:: Piada Pronta ::

Direto do SLBrasil:
Navio M/S Explorer afunda próximo a ilha de pinguins

...O navio M/S Explorer teria sofrido problemas, de madrugada, perto da ilha King George, no Oceano Atlântico, próximo às ilhas Shetland do Sul, área conhecida por abrigar algumas espécies de pinguins...
Por Paulo Bicarato, às 17:15 de 03.12.2007 - 1 já comentou aqui
Categoria: Linux Vida Open Source