Escolha uma Página

*Vida é mutirão de todos, por todos remexida e temperada.* As pessoas não morrem, ficam encantadas, diria o próprio Rosa. Pois bem, 2008 marca duas efemérides (sempre quis escrever essa palavra…) daquelas: hoje, o gênio Guimarães Rosa faria 100 anos e, em setembro, completam-se 100 anos da morte de Machado de Assis. Discussão besta, a meu ver, foi lançada pelo caderno Mais! do último domingo: qual dos dois é o melhor? Não há *o* melhor. Machado é mais formal; Rosa é lúdico. *Cada um com seu cada qual*, como diria o copoanheiro Ivan. Mas, é claro, este alfarrabista não esconde sua preferência, e até já cometeu alguns abusos em homenagem ao mestre. E, por iniciativa de outro copoanheiro, tá criado o blog Copoanheiros, nome inspirado em… Guimarães Rosa. Ah!, não sabe o porquê da inspiração? Então leia Nós, os Temulentos.

Pra completar, nada melhor do que comemorar a data com o imperdível (mas que eu acho que vou perder…) lançamento do CD do Nhambuzim, com direito à bela Sarah e à trupe do Xavier, Edson & Cia. Taí a dica.